Nossa viagem do Reveillon – África do Sul e Tanzania

Por Carolina Jannini em 31 de janeiro, 2018

Oi meus amores!!!

Voces me pediram e eu to aqui para compartilhar com vocês, o roteiro da nossa viagem de Reveillon.
Como expliquei no instagram, não achamos nenhuma agência que atendesse as nossas necessidades e fizesse o roteiro do jeitinho que queríamos, então, eu mesma – louca- fiz o roteiro. Confesso que fiquei alguns dias lendo, pesquisando e entendendo tudo sobre os lugares que a gente queria visitar, deu um trabalhinho hahaha, mas no fim, foi incrível e deu tudo certo! Também passamos alguns perrengues, mas vou contar tudo para vocês agora, assim, caso alguém queira fazer a mesma viagem que eu, ja vai chegar la sabendo de tudo. Quando eu pesquisei, não li em nenhum lugar, varias coisas que aconteceram comigo la, então vou contar tudo detalhadamente no roteiro, ok? Caso fique alguma dúvida, me mandem uma mensagem que eu respondo 🙂

 

23 DE DEZEMBRO – Partida de SP para JNB

Pegamos um voo de Sao Paulo para Johannesburg às (escolhemos a companhia Latam) 18h20 da tarde e chegamos lá, no dia seguinte as 08h40 da manha.

ATENÇÃO: É NECESSÁRIO TER A VACINA DE FEBRE AMARELA EM DIA, PARA ENTRAR NO PAIS.


24 DE DEZEMBRO – DOMINGO – JNB para Cape Town

Como chegamos super cedo,  aproveitamos e pegamos um outro voo (companhia MANGO, gostamos!) as 11h20 da manha, chegando em Cape Town as 13h30. Em Cape Town, resolvemos alugar um carro, pois da outra vez que viemos, sofremos bastante nas mãos dos taxistas, eles cobravam absurdos para ir super perto e não ligavam o taxímetro.
Alugamos na Budget, que tem no próprio aeroporto, então ja saímos de carro. Pegamos meia horinha de carro e chegamos no nosso hotel o “Southern Sun Waterfront Cape Town”. O hotel, tem uma localização ótima, cerca de 4 km do “centro” ( já já conto os detalhes desse lugar). O hotel tem uma van – gratuita – a cada meia hora para deixar e buscar os hóspedes no centro. Sinceramente, nós gostamos apenas da localização, achamos o serviço do hotel, muito ruim, os quartos tem a acústica muito ruim também, todos os dias acordamos com as camareiras fazendo barulho nos outros quartos e a comida também deixou a desejar. Sobre o carro, lá nesse hotel tem estacionamento gratuito, o que é um ponto positivo.
Como eu já havia ido para Cape Town, posso deixar de dica, o TAJ Cape Town, ficamos la e foi maravilhoso! A localização também é boa, o serviço muito bom e a comida, muito boa também!

Ficamos em Cape Town, até dia 28 de dezembro. Fomos algumas vezes no Victoria Wharf Shopping, que fica no centro turístico de Cape Town, em Waterfront. Esse shopping é bem legal, bem grande, tem lojas desde Gucci à Zara, H&M. Aproveitei e comprei meu chip de internet lá, na Cell C, funcionou muito bem por sinal!

Em Waterfront, tem vários restaurantes super gostosos, e com um preço bom, comparado a restaurantes bons aqui de SP. Lá também tem uma roda gigante e uma feirinha super cool! E para estacionar o carro? Super fácil, em volta do shopping tem vários estacionamentos pagos.

Alguns passeios legais para fazer em Cape Town, é visitar a praia dos pinguins ( tem muuuuitos pinguins na areia, é a coisa mais fofa), visitar o cabo da boa esperança, jardim botânico e almoçar e curtir Camps Bay Beach, tem uns restaurantes deliciosos!

28 DE DEZEMBRO – dia de ir embora de Cape Town e começar a saga para chegar no primeiro SAFARI.

Pegamos um voo de Cape Town para Johannesburg as 6h00 da manha (chegamos as 7h55 em JNB- companhia Mango).
Como nos voos internos da Tanzania, só é permitido levar 15kgs de bagagem por pessoa, deixamos uma mala extra com roupas e coisas que compramos em Cape Town, no storage do aeroporto de Johannesburg. Super seguro! Adoramos! Bom, ai como era cedo, e não queríamos perder nenhum dia dessa viagem, pegamos um voo no mesmo dia, por volta das 13h30 para Dar es Salaam na Tanzania (companhia South African).

Dar es Salaam, é a maior e mais populosa cidade da Tanzania, mas procurando por ela na internet, li que é super perigosa, tem muitos assaltos e o índice de estupro é altissimo. E como chegamos as 18h30, teríamos que passar a noite por lá (pois os aviões para Serengeti só saem mais cedo).
Chegamos no aeroporto de Dar Es Salaam, e é necessário fazer um visto na entrada no país, então, procuramos os guiches e pagamos 50 dólares por pessoa, o visto é feito na hora.

Bom, pegamos o melhor hotel perto do aeroporto o Airport Transit Lodges ( custou cerca de 60 dólares a noite). A cidade não é muito desenvolvida, as ruas que passamos não eram asfaltadas, os carros eram bem velhos, não tinha muita sinalização. Confesso que depois que li coisas tensas sobre a cidade, ficamos com bastante medo, então não saímos do hotel, pedimos comida no quarto mesmo e no dia seguinte voltamos para o aeroporto. Uma dica muito valiosa, é sempre entrar em contato com o hotel, para certificar se eles tem um transfer do aeroporto para o hotel. É sempre a forma mais segura.

29 DE DEZEMBRO – ida de Dar Es Salaam para Serengeti

Pegamos um avião da companhia COASTAL AVIATION (são aviões pequenos, de 12 pessoas no máximo) saindo de Dar Es Salaam com destino à Seronera. Comprei as passagens no próprio site deles. E ai vai uma informação que eu não li, em nenhum lugar!! Não adianta nada você se preocupar em comprar um voo direto, pois la na Tanzania, eles não fazem os voos diretos. Ficou confuso ne? Vou explicar. Nós compramos essa passagem de Dar es Salaam para Seronera, com escala em Arusha. Pois bem, antes de Arusha eles resolveram ir até Zanzibar deixar umas pessoas e pegar outras, para depois seguir a rota para Arusha. Ok! Descemos em Arusha esperando que nosso voo fosse direto para Seronera, mas ele também não foi! Paramos em 2 lugares antes do destino final, da pra acreditar? Era para chegarmos as 14h2o em Seronera e só chegamos as 16h00. E isso, foi em TODOS os voos que pegamos na Tanzania com a companhia Coastal (não sei como eram com as outras). Então a dica é se preparar com relação aos horários.

Chegamos em Seronera, nosso transfer do hotel já estava nos aguardando la. ( Essa é a mesma dica que dei a cima, sempre entrar em contato com o hotel, dias antes, para certificar se terá alguém te esperando, pois nesses lugares se não tiver ninguém te esperando do hotel, você  provavelmente ficará lá sozinha com os leões hahaha, pois o avião pousa literalmente na terra, no meio do mato)

Ficamos no hotel Serengeti Simba Lodge. O hotel é bem legal, são chalés no meio da savana mesmo, o quarto é super fofo, com uma vista LINDA, pois ele fica em cima de uma montanha. Fomos super bem recebidos, a comida era gostosa ( como lá não tem como ir em nenhum restaurante, só existe a opção de “all inclusive”, que são todas as refeições inclusas no preço do hotel), eles também oferecem o serviço de safaris. O ruim é que o sinal de celular é muito ruim, e o wifi quando pega, só pega na recepção. Nesse hotel também só tem energia das 6h30 da manha até as 08h30 e das 18h30 até as 21h30. Então tem que aproveitar esses horários para carregar celular, camera e etc… a dica é levar carregador portátil.

Ficamos até o dia 2 de janeiro. Sim, passamos o Ano novo, no meio do mato! sozinhos, pq no hotel já não tinha ninguém no dia 31 de dezembro hahaha, mas foi incrivelmente delicioso!

Sobre os safaris e o serviço que o hotel disponibiliza de safari:
O hotel disponibiliza o serviço de Safari e diferente do kruguer (que vão todos os hospedes em um carro), no carro só pode ir a mesma familia, então eu e o Ivan fomos sozinhos em um carro. O serviço de Safari com o Guia e o carro, custa 250 dólares por dia/por carro + 70 dólares por pessoa da entrada no parque (a savana onde é feito o safari, é uma área de reserva natural e protegida pelo governo). O passeio dura o dia todo, saindo as 8 da manha e voltando pro hotel por volta as 18h00, então sempre almoçamos no próprio safari, porém a comida deixou muito a desejar,  vendo que pagamos 250 dólares, um sanduíche frio não é justo ne? Então ficamos decepcionados com isso e sentimos um pouco de fome também, então a dica é levar petiscos para beliscar!

Quanto ao Guia, pegamos o que chama Walter, ele foi incrível!!! achou todos os animais! Lá na Africa, tem o famoso “Big Five”, que são os cinco maiores: Leão, búfalo, elefante, rinoceronte, leopardo. E em um dia, vimos 4! Só não vimos rinoceronte, pq não tem no Serengeti. Mas foi SENSACIONAL! De arrepiar mesmo sabe? Conseguir ver os animais soltos assim no seu habitat e tao pertinho, é realmente uma experiência que todos deveriam vivenciar.

O Serengeti ter cerca de 30000 km2, e abriga a maior migração animal de mamíferos do mundo, uma das maravilhas do mundo natural! E pode apostar, tem MUITOS animais

Fizemos também o Safari de Balão, foi uma experiência INCRÍVEL! Acordamos as 3h30 da manha e vimos o sol nascer de cima do balão. Ele desce e sobe com facilidade, então vimos vários animais de pertinho, inclusive 6 leoas juntas! O passeio tem um preço salgado, saiu 500 dólares por pessoa + 70 dólares por pessoa para a entrada no parque. O passeio dura entre 1 hora/1 hora e meia e no final paramos no meio da savana para tomar um cafe da manhã incrível! amei demais!!

Sobre o nosso quarto, como eram bangalôs no meio da savana, de noite vinha um segurança nos buscar na porta do quarto para nos levar no restaurante do hotel, ele ia armado, para caso algum animal apareça, incrível ne?? Da um medinho e tanto hahaha! E é legal também, por exemplo um dia acordamos com um leão rugindo muuuito alto e no outro tinha uma hiena na frente do nosso quarto! Incrível incrível incrível!!!!

Dica importante que ninguém nos avisou, toda vez que voce pisa no parque voce tem que pagar 70 dólares por pessoa. Como o aeroporto de Seronera fica dentro do parque, tivemos que pagar a entrada so para pegar o avião, o que não é nem um pouco legal. E cuidado, pois antes de chegarmos no nosso hotel, mandamos um email perguntando os valores e eles não nos contaram esse “pequeno”detalhe.

Lá perto desse Safari (serengeti) tem alguns aeroportos, então é importante voce saber direitinho onde vai descer, para saber se o aeroporto é perto do seu hotel.

 

02 DE JANEIRO – ida de Serengeti para Lake Manyara (Ngorongoro)

bom, pegamos novamente um avião da Coastal Aviation, com destino a Lake Manyara. Obviamente o avião não foi direto, mesmo comprando o voo direto, ele não foi direto. Parou em um lugar antes do nosso destino final. E engraçado pq muitas vezes o avião ja vem com passageiros, então torça para conseguir sentar ao lado de quem estiver com você na viagem kkkk.

Chegamos no aeroporto e mesmo tomando o maior cuidado com os transfers, me certifiquei varias vezes que o hotel mandaria alguém para nos buscar no aeroporto, chegamos la e não tinha ninguém nos esperando. A sorte, é que esse aeroporto não fica no meio da Savana, tinha umas lojinhas na frente, um café e uma joalheria (lá é muito famoso com Tanzanitas, ótimos preços para comprar). Então, um dos funcionários do aeroporto foi super prestativo, nos ajudou. Conseguiu um taxi para nós e fomos para o hotel.

Ficamos no hotel Ngorongoro Ordenai Mountain Lodge (fica 30 minutos da cratera). E sinceramente? AMAMOS! Fomos super bem recebidos, e como os outros hotéis, era com todas as refeições inclusas. O Hotel é bem novo, os funcionários são super gentis e ele fica no topo de uma montanha, com uma piscina de fundo infinito, imagina a beleza desse lugar ne? Os quartos são como chalés, o que da muita privacidade e conforto.
Nesse hotel tivemos um serviço que eu nunca tinha visto antes, tínhamos um dos funcionários que ficava “cuidando” especificadamente da gente. Ele nos buscava de carrinho de golfe no nosso quarto, ficava conosco no lobby e nos servia no almoço e jantar. Tinha um funcionário para cada família. O nosso se chamava Antony, suuuuper legal! Nos ensinou a falar algumas coisas em Africano, o máximo!

Fomos para Lake Manyara, justamente para conhecer a famosa cratera de Ngorongoro. Que me tirou o ar quando chegamos la! QUE LUGAR MARAVILHOSO! Que emoção sem tamanho sentir o que eu senti la!

A cratera fica na área de Conservação de Ngorongoro, e foi formada a cerca de 2.5 milhões de anos, fica a 2.236 metros acima do nível do mar e é a maior caldeira intacta, do mundo. Mede mais de 19 quilômetros de diâmetro e tem uma superfície de 304 quilômetros quadrados, com paredes de 500 metros de altura. E engraçado pq quando subimos no topo da borda da caldeira, era super frio! E quando descemos, é realmente quente!!! Surpreendente ne?!

É um lugar de tirar o fôlego, de verdade! Imagina, uma área sem arvores, com a grama baixa e MILHARES de animais a sua volta? Ah, lá não tem arvore, então não existe girafa e leopardo dentro da cratera. Mas em compensação você pode encontrar; leoes, rinocerontes, hipopótamos, zebras, gnus, hienas, elefantes, búfalos, gazelas, chacais entre outros. Passamos o dia nesse passeio, saímos as 9 da manha e voltamos as 17 da tarde. Nosso almoço? foi na frente de um lago cheeeeeio de hipopótamos, emocionante!! foi um dos passeios mais incríveis que eu ja fiz na vida.
Esse passeio saiu cerca de 600 dólares o carro só para nos dois, com as entradas do parque e taxas.

Fizemos esse safari apenas um dia e no outro ficamos relaxando no nosso hotel. E foi muita sorte, pq pegamos muita chuva nesse dia! Se tivesse chovido no dia anterior, a gente com certeza não conseguiria ver vários animais. Inclusive, soubemos quando estávamos la, que janeiro não é uma boa época para ir à Ngorongoro. Não fazíamos ideia! Parece que a melhor época é em junho/julho, quando todos os dias são quentes e ensolarados. E realmente, pegamos frio la em Ngorongoro, estranho pois é tão pertinho de Serengeti que pegamos tanto calor!

 

Ficamos nesse hotel até o dia 5 de janeiro.

05 DE JANEIRO – ida de Lake Manyara para Zanzibar

Novamente a saga do voo ne? hahahaha! nosso voo era para Arusha (15 minutos) e depois ir de Arusha para Zanzibar ( + 50 minutos). Só que quando entramos no avião em Lake Manyara, o piloto nos informou que mudaríamos a rota e que seguiríamos para Kilimanjaro ( 55 minutos) e depois iríamos para Zanzibar (+65 minutos), ou seja, ficamos mais tempo em voo ne?

Chegamos em Zanzibar, suuuuuper quente! Delicia! hahaha

No proprio aeroporto voce deve preencher um formulario e entregar na imigração. Não é muito bem sinalizado, então preste atenção quando entrar no aeroporto, para depois não ficar perdido e acabar atrasando mais.

Conforme combinado anteriormente com o hotel, nosso transfer estava nos aguardando na saída do aeroporto. Pegamos 1h40 de estrada para chegar no hotel Hideway of Nungwi Resort & Spa. Pegamos esse hotel por apenas 3 noites, para poder conhecer o outro lado da ilha. Então nesse primeiro momento, ficamos na praia mais bonita da ilha, Nungwi. E era realmente MARAVILHOSA! Lá fizemos a foto que mais teve curtida no meu instagram, de tão linda que é a cor da agua! Parece até de mentira sabe? Inacreditável! Esse hotel que ficamos era pé na areia, porem é um hotel resort, então é bem cheio e beeeeem grande, mas super lindo, só a comida que eu achei que deixou a desejar! A praia é bem gostosa, a areia branquinha e o hotel tinha uma área de cadeiras na praia, então foi bem tranquilo curtir a praia.

Ficamos lá até o dia 8 de janeiro, descansando, relaxando e brincando com o nosso drone! Então não saímos do hotel. Até pq, lá era meio longe de tudo, o transito é muito doido, então nem estressamos em sair hahaha

 

08 DE JANEIRO – mudamos de hotel

Saímos de Nungwi e fomos para um outro hotel, Marafiki Bungalows ( mais 1h30 de carro), que fica na praia Kiwengwa. O hotel é menor e suuuuper charmoso. Pegamos o quarto que fica na frente do mar, com uma piscina privativa, muito gostoso! Porem a praia não é tao boa, tem muitas conchas e pedras, então não conseguimos entrar no mar na frente do nosso hotel.

Nessa parte da viagem não tivemos muita sorte com o tempo, ficou meio fechado todos os dias, e nessa parte da ilha venta bastante, então conseguimos fazer aula de kit surf um dia e no outro, fechamos um passeio com a Blue Safari.

Esse passeio, é feito com um barco estilo jangada com vela, (não sei ao certo o nome do barco hahaha) em varias ilhas em volta de Zanzibar e em alguns incríveis bancos de areia no meio do mar. Esse passeio temos a opção de fazer em grupo (que vai bem cheio o barco e custa em média 50 dólares por pessoa para o dia inteiro) ou fazer um passeio privativo, que custa 370 dólares o barco para duas pessoas. O preço é bem mais salgado, porem é perfeito para quem esta de lua de mel, ou que assim como eu e o Ivan, gostamos mais de privacidade. Foi bem legal!! O chato, é que demos muito azar e choveu o dia inteiro, então não conseguimos nadar muito, pois ficava frio com o vento. Mas o passeio é realmente lindo e especial. No almoço eles pararam em uma ilha deserta, onde ja estavam nos esperando, com uma mesa toda arrumada e a comida sendo feita ali, na hora em um fogão portátil. Lindo demais e a comida super gostosa! Tinha camarão, lagosta, frango, peixe, tudo que vc possa imaginar, feito ali na hora. Tomamos um vinho para esquentar e fomos embora.

Como não parava de chover, optamos por ir embora, então paramos em mais uma linda ilha deserta e fomos embora. Mas esse passeio vale MUITO a pena! Super lindo, romântico e divertido!

Bom, depois disso pegamos um voo de volta para Dar es Salaam, no mesmo dia pegamos um outro voo para JNB, passamos a noite la e no dia seguinte voltamos para o Brasil.

Sei que esse post ficou IMENSO, mas eu quis colocar tudo detalhadinho para não faltar uma informação para vcs!

espero de coração que tenham gostado e se ficou alguma duvida, podem me mandar mensagem!

 

beijocas!

 

Deixe seu comentário